Atualização do cadastro para receber o auxílio emergencial

Uma das notícias dessa semana que ganhou maior relevância e com justiça. Correntistas da conta digital social, que está vinculada a Caixa Econômica Federal, terão que realizar uma atualização de seus dados cadastrais. Para só assim poderem ter o direito de receber o auxílio emergencial.

Dessa maneira a Caixa pretende diminuir o máximo possível de fraudes durante o pagamento de uma nova rodada do auxílio emergencial. Já que muitas pessoas que não precisavam do benefício receberam em 2020.

Em suma, as atualizações cadastrais irão ser feitas de acordo com os números finais do CPF dos beneficiários do auxílio. Segundo essa lógica, as pessoas com números finais de CPF terminado de 00 até 39 já podem realizar a atualização do cadastro desde o dia 9 de março.

Leia também:

Abono salarial Caixa Tem: conheça as formas de recebimento

Nova rodada o auxílio emergencial terá saque no caixa eletrônico

Documentação necessária

Existiram diversos documentos que vão ser exigidos para que seja realizada a atualização cadastral. Como ela será necessária para que você possa receber o benefício vai acabar que todos que estão precisando do mesmo realizem esses procedimentos. Os documentos necessários são:

  • Carteira de identidade (RG) ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Comprovante de residência;
  • Uma foto de si mesmo (selfie), segurando o próprio documento.

Com esses documentos e esse procedimento de tirar a foto segurando o documento, o governo pretende reduzir bastante o número de pagamento irregulares do auxílio emergencial. Contudo, mesmo com essas medidas a mais é improvável que o procedimento seja totalmente seguro, então provavelmente mesmo com a medida existiram indivíduos burlando o sistema.

Entenda a Regra do CPF

Em relação a atualização do cadastro ela vai estar disponível para todos os correntistas a partir do dia 12 de março, que cai em uma sexta-feira. No entanto, alguns indivíduos já contam com essa funcionalidade ativa e já podem realizar a atualização do cadastro imediatamente.

O que acontece é que quem possui um CPF que tem o número terminado entre 00 até 39 já pode realizar a atualização do cadastro desde o dia 9 de março. Para fazer isso você só precisa acessar a opção “Cliente top” que fica dentro do aplicativo Caixa Tem.

Já nesta quarta-feira às pessoas que possuem os documentos de 00 a 59 já poderão atualizar seus cadastros. O processo de liberação para inclusão de informações e atualizações do cadastro está ocorrendo de forma gradual. E deve encerrar na sexta-feira quando todos já terão essa opção.

Para que você tenha todo o calendário em mente é válido ressaltar que na quinta-feira os usuários que possuem CPF terminado de 00 a 79 já poderão fazer atualizações em seus cadastros.

Auxílio emergencial em 2021

Segundo o presidente da república, Jair Bolsonaro, o novo auxílio emergencial irá contar com quatro parcelas pagas até o mês de junho. Começando ainda no mês de março o pagamento vai encerrar no final de junho. A informação foi confirmada pelo presidente da Câmara Arthur Lira e pelo presidente do Senado Rodrigo Pacheco.

No entanto, para isso se tornar realidade é necessário que a PEC Emergencial seja aprovada pela Câmara dos Deputados. Só assim será possível o governo editar a medida provisória que regulamentará o retorno do auxílio emergencial.

Contudo, o valor que será pago pelo benefício ainda não é algo definido pela equipe econômica do governo. Inicialmente acreditava-se que o valor seria de R$ 250,00 pelo que foi possível interpretar pelas afirmações do ministro Paulo Guedes.

Entretanto, depois de ser apurado o fato, o governo agora estuda criar três faixas diferentes de pagamento do auxílio emergencial. Levando em conta as condições de cada tipo de cidadão conforme você pode haver na sequência.

  • R$ 175,00 valor que será pago para homens solteiros e sem filhos;
  • R$ 250,00 valor pago à maioria dos trabalhadores informais;
  • E R$ 375,00 valor pago às mulheres que são chefes de família.

Os beneficiários de 2020 que não se cadastraram no Dataprev para receber o auxílio emergencial, ficaram impossibilitados de receber novas parcelas do benefício. Além disso, novos critérios para o recebimento do benefício devem ser anunciados pelo governo federal.

Isso deve ocorrer somente após a aprovação da PEC Emergencial na Câmara dos Deputados, fato que deve ocorrer ainda nesta semana.

Já tem data para o início dos pagamentos?

Existe uma expectativa de que os pagamentos comecem a ocorrer ainda no mês de março. O grande divisor de águas é quando a PEC Emergencial vai ser aprovada. Depois disso o procedimento para o lançamento do benefício fica muito mais fácil.

No texto da PEC Emergencial está previsto o pagamento de auxílios com créditos extraordinários sem que eles firam o teto de gastos públicos. Permitindo assim o governo pagar o auxílio emergencial sem estourar o seu limite anual de gastos.

Em relação a quanto será pago, segundo Paulo Guedes, a decisão sobre o valor do auxílio emergencial é algo tomado pelo Ministério da Cidadania. E que o Ministério da Economia só fornece os parâmetros básicos a serem seguidos.

Deixe um comentário